A ideia da EFOC surgiu com a necessidade de pensar um modelo de educação que faça um contraponto com a “educação tradicional”. O que movimenta a escola, nesse sentido, é pensar a escola “pelo outro lado” ou seja, pelo lado de fora. O mais importante é ver crianças aprendendo através das experiências com a natureza por meio de interações com animais e com o ambiente. Essas ações trazem melhorias à saúde física e psicológica trazendo a sensação de prazer e felicidade aumentando a capacidade de aprender.

A escola vem se destacando cada vez mais em sua qualidade de ensino e consegue articular muito bem as famílias nesse meio. Atualmente, depois de 2 anos de funcionamento, a EFOC possui uma unidade de ensino fundamental, com turmas até o 4ª ano. Com isso, há uma procura intensa de profissionais e pesquisadores da educação de todo o estado para conhecer a metodologia da escola. Para evitar um acúmulo de visitas, Adroaldo, Clarisse e Rosangela criaram um curso de formação de professores de forma a conceder um treinamento aos interessados. Hoje a escola também é inspiração para pesquisas de graduação e mestrado.